1/11/17

Juncker: “Eu queria que a Europa continuasse a ser uma máquina contra a rejeição”

A visita do presidente da Comissão Europeia a Coimbra terminou ontem com um debate no Teatro Académico de Gil Vicente. Em palco, Jean-Claude Juncker foi acompanhado pelo primeiro-ministro, António Costa, e pelo comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas.

No debate com o público, foi dado especial destaque ao Ensino Superior e à taxa de desemprego jovem na Europa. O comissário Carlos Moedas considerou que só é possível diminuir o desemprego jovem na Europa através de mudanças no ensino que o aproximem do mercado de trabalho e antecipem as profissões do futuro. Como exemplo destacou as recentes mudanças no sistema de ensino da Finlândia.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Face às preocupações dos cientistas portugueses em relação ao Brexit, Carlos Moedas, considerou a sua posição angustiante, porque não consegue dar segurança aos cientistas e académicos da europeus a trabalhar no Reino Unido, dado ainda não estarem definidos os termos da relação futura. Já o presidente da Comissão Europeia afirmou que vão existir algumas mudanças até porque muita da investigação britânica era financiada pela União Europeia.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Outro dos assuntos em destaque foram os ataques dos governos da Polónia e da Hungria à liberdade de imprensa, aos direitos das minorias e a violação de regras europeias. Segundo Jean-Claude Juncker, a Comissão tem aberto vários processos no Tribunal de Justiça da União Europeia, de forma a punir a Polónia e a Hungria. O presidente da Comissão Europeia não aceita que os estados desrespeitem as decisões do Tribunal de Justiça.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Já durante o debate, o primeiro-ministro, António Costa, preferiu destacar o contributo da União Europeia para o desenvolvimento de Portugal. Segundo o governante, vários setores da economia portuguesa têm beneficiado dos fundos europeus para se desenvolverem e inovarem.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

No encerramento do debate, e questionado sobre o ressurgimento do populismo e dos nacionalismos na Europa, Jean-Claude Juncker disse acreditar numa Europa aberta, solidária, que estenda a sua ação aos países em desenvolvimento e que aceite os outros. Destacou também os valores europeus e a paz conseguida no continente pela União Europeia.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A presença do presidente da Comissão Europeia em Coimbra começou com o doutoramento honoris causa de Jean-Claude Juncker  na Universidade de Coimbra sob proposta da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.

Joana Gomes

4
23
19
0
GMT
GMT
+0000
2018-05-24T23:19:33+00:00
Thu, 24 May 2018 23:19:33 +0000