20/10/17

“Portugal Contra os Incêndios” amanhã na Praça 8 de Maio

Realiza-se amanhã, pelas 16 horas, na Praça 8 de Maio, um protesto intitulado “Portugal Contra os Incêndios”. A iniciativa partiu de dois estudantes de Doutoramento em Coimbra na área da Biomedicina e Ciências Farmacêuticas, Ana Teresa Viegas e João Calmeiro. Em entrevista à RUC, Ana Teresa Viegas explica que o protesto nasceu de uma conversa de amigos, chocados por mais uma tragédia no país. A investigadora justificou o protesto com a experiência pessoal dos organizadores.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Os organizadores acreditam que os portugueses têm de ser mais ativos e reivindicar os seus direitos. Perante a marcação de várias manifestações para o mesmo dia em Lisboa e no Porto, os investigadores decidiram que também Coimbra se devia juntar ao protesto nacional.  Segundo Ana Teresa Viegas, a manifestação começa uma declaração de interesses a pedir novas medidas de prevenção dos incêndios, seguida de 5 minutos de silêncio em memória das vítimas e termina com o Hino nacional.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A organização pede às pessoas que se desloquem à Praça 8 de Maio e que doem bens alimentares, roupa e material de primeiros socorros. O objetivo da manifestação, explica Ana Teresa Viegas, é também pedir mais respeito pela natureza e incentivar a plantação de árvores para reconstruir a floresta do país.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A manifestação é apartidária e não está ligada a nenhuma entidade. Todos os bens doados pelos participantes aos organizadores vão ser distribuídos pelas instituições do distrito de Coimbra presentes no protesto.

A organização convida todos os participantes a levarem roupa preta, em sinal de luto, de modo a formar uma mancha negra simbólica. O protesto, que começa às 16horas, espera-se silencioso e sem cartazes. Prevê-se que outras manifestações se juntem mais tarde no mesmo local, já com uma configuração diferente.

Durante o dia de amanhã vão ser ainda realizados protestos semelhantes no Porto e em Lisboa.

Joana Gomes

 

3
22
12
0
GMT
GMT
+0000
2018-05-23T22:12:40+00:00
Wed, 23 May 2018 22:12:40 +0000