22/06/17

O balanço depois da tragédia de Pedrógão Grande

Após o incêndio em Pedrogão Grande, que vitimou 64 pessoas, e queimou mais de 50 mil hectares, dá-se o início ao relatório de avaliação dos danos causados. Segundo declarações à agência LUSA, o presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, afirma que até ao próximo sábado, as equipas distribuídas pelas zonas afetadas, vão averiguar os danos causados a habitações e a terrenos agrícolas.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Antecipando este relatório, o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, indica que vários postos de trabalho foram afetados pelas chamas, tal como habitações e terrenos de cultivo. O ministro fala acerca das medidas que são necessárias tomar para minimizar o impacto causado pelo incêndio na vida da população da região.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O primeiro-ministro, António Costa, também prestou declarações à agência LUSA, alegou que este é o momento para se fazer uma reforma florestal de forma a prevenir novos incidentes como o do passado sábado em Pedrogão Grande. O chefe de estado avisa também que o processo vai levar algum tempo até ser concluído de forma eficaz.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Com os olhos postos na prevenção a novos incêndios, a Assembleia da Republica já deu aprovação a cinco novos projetos de reforma das florestas portuguesas. Esta iniciativa prevê uma série de medidas que permitem um melhor controlo em caso de incêndios florestais. Segundo a proteção civil, no distrito de Coimbra já não existem incêndios ativos. O incêndio que deflagrou no concelho de Góis já se encontra em fase de rescaldo.

 

Nuno Rato com Agência Lusa

6
8
46
0
GMT
GMT
+0000
2018-12-15T08:46:59+00:00
Sat, 15 Dec 2018 08:46:59 +0000