28/11/16

“Chatear-me ia morrer tão joveeem…” é o grande vencedor do Caminhos do Cinema Português

Decorreu este sábado, no Teatro Académico de Gil Vicente, a cerimónia de encerramento do festival Caminhos do Cinema Português. É um festival organizado pelo CEC – Centro de Estudos Cinematográficos da Associação Académica de Coimbra. Na cerimónia entregaram-se os prémios aos vencedores desta XXII edição do festival. O Grande Prémio do festival Portugal Sou Eu, integrado no próprio Caminhos do Cinema Português, foi entregue a Filipe Abranches, pela animação “Chatear-me ia morrer tão joveeem…”. O autor diz-se surpreendido com a distinção.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O filme de animação retrata a Primeira Guerra Mundial, de forma simbólica, diz o realizador premiado.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A edição do festival desdobrou-se, pela primeira vez este ano, entre duas cidades – Coimbra e Leiria. Assim, 50 filmes foram à competição principal, em Coimbra, e 77 foram exibidos em Leiria, dirigidos ao público escolar. O diretor do festival, Vítor Ferreira, fala da importância de se mostrar mais cinema português.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Na cerimónia de encerrramento, o balanço é positivo, e Vítor Ferreira sublinha a distinção de um filme de animação com o Grande Prémio pela primeira vez na história do festival.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Os filmes “Zeus”, de Paulo Filipe Monteiro, e “Cartas de Guerra”, de Ivo M. Ferreira, foram os que arrecadaram mais prémios. Entre outras distinções, “Cartas de Guerra” foi a Melhor Longa-Metragem e Melhor Argumento e “Zeus” teve o Melhor Ator e Melhor Ator Secundário.

O festival Caminhos do Cinema Português acontece desde 1988. No início chamava-se Mostra de Cinema Português e era organizado em conjunto com a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Na primeira edição, contou com os filmes de realizadores como Paulo Rocha, João César Monteiro ou Manoel de Oliveira. Nos anos seguintes, juntaram-se figuras como João Botelho ou António Pedro Vasconcelos.

Camila Vidal

5
18
46
0
GMT
GMT
+0000
2018-05-25T18:46:26+00:00
Fri, 25 May 2018 18:46:26 +0000