14/11/16

Dois mil imigrantes pediram mais direitos em manifestação em Lisboa

Dois mil imigrantes manifestaram-se ontem para exigir uma alteração da Lei da Imigração. A manifestação decorreu na Praça Martim Moniz para resolver o problema de 30 mil estrangeiros que vivem em Portugal. O vice-presidente da Assembleia da República, José Manuel Pureza, também esteve presente, e em entrevista à RUC explica qual foi o objetivo da manifestação.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Os imigrantes vivem no país sem autorização de residência, apesar de trabalharem cá, fazerem descontos para a Segurança Social e pagarem impostos. A manifestação exige às autoridades competentes que resolvam a situação. O deputado do Bloco de Esquerda afirma que a questão ainda não foi resolvida por questões discriminatórias.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Os imigrantes, que se juntaram ao início da tarde junto ao Centro Comercial da Mouraria, em Lisboa, deram depois início ao desfile em direção às Portas de Santo Antão. José Manuel Pureza considera que a situação está a piorar, dado que o número de imigrantes sem documentos continua a aumentar, e considera que existe uma duplicidade no que toca a documentar os imigrantes em Portugal.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A manifestação não se destinava a uma resposta imediata, mas no entanto, segundo o deputado do Bloco de Esquerda, deve ser exercida pressão para ultrapassar este problema.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

No seguimento da convocação desta manifestação, o Partido Nacional Renovador (PNR) marcou para o mesmo local um protesto com o lema “contra a invasão de imigrantes, por uma justiça social para os portugueses”. No início da manifestação a PSP montou um cordão policial para separar as duas manifestações, que um dos membros do PNR tentou quebrar diversas vezes até ser detido pela polícia. A PSP cercou o protesto do PNR para que o desfile dos imigrantes decorresse sem problemas. O militante detido foi identificado na esquadra e libertado de seguida.

Inês Baptista

3
22
24
0
GMT
GMT
+0000
2018-05-23T22:24:13+00:00
Wed, 23 May 2018 22:24:13 +0000