17/02/16

Maria Filomena Gaspar: “O Metro Mondego é uma questão de desigualdade social”

Maria Filomena Gaspar

O Alvorada desta segunda-feira contou com o comentário à atualidade por Maria Filomena Gaspar, docente da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.

O Programa Anos Incríveis é uma iniciativa destinada a pais e que procura reduzir fatores de risco nas famílias, recorrendo, por exemplo, ao desenvolvimento de competências parentais. Maria Filomena Gaspar é uma das responsáveis pelo projeto e refere que a criança não deve ser o alvo primordial da intervenção, mas sim as instituições de primeira resposta.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O Orçamento do Estado para 2016 prevê uma verba de dois milhões de euros para desbloquear a situação do Metro Mondego. A solução em cima da mesa passa por um sistema baseado em autocarros elétricos, que pode não ser totalmente eficaz dada a orogenia do trajeto. Para a docente, o problema do Metro Mondego “é uma questão de desigualdade social” e é crucial melhorar a mobilidade das populações limítrofes.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O passado fim-de-semana ficou marcado por mais um episódio invernal de cheias, quer em Coimbra quer no concelho. Entre as zonas mais afetadas da cidade contam-se o Parque Verde do Mondego e o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha. As culpas vão sendo arremessadas da oposição para a autarquia e do executivo camarário para o Estado. Contudo, explica Maria Filomena Gaspar, este fenómeno de culpabilização é uma forma de desresponsabilização em relação ao problema.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Foram ontem tornados públicos números ligados à ação social no Ensino Superior. Em relação ao ano letivo passado, foram atribuídas mais 12 mil bolsas, embora o valor médio das mesmas tenha descido. Na opinião de Maria Filomena Gaspar, é incompreensível a crítica de uma medida positiva, uma vez que é melhor um número maior de bolsas com um valor menor do que um número menor com um valor maior.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Em conversa esteve ainda a subida referente aos dados do turismo na região Centro, os vídeos de António Costa sobre o Orçamento do Estado e a tragédia de ontem em Caxias, que resultou na morte de uma bebé de 19 meses.

Neste Alvorada passou ainda a rubrica Há Letra, da autoria de Mariana Oliveira.

Paulo Sérgio Santos

4
5
07
0
GMT
GMT
+0000
2019-08-22T05:07:46+00:00
Thu, 22 Aug 2019 05:07:46 +0000