26/01/18

Ministro do trabalho preocupado com desemprego jovem

O governo  publicou, na última segunda-feira, dados sobre o desemprego que indicam que no final de 2017 existiam menos 78,8 mil desempregados inscritos nos centros de emprego do que em dezembro de 2016 (-16,3%).

Dados da Pordata mostram que a taxa de desemprego da população tem vindo a diminuir em Portugal desde 2013. Na publicação do Instituto Nacional de Estatística (INE) de 8 de janeiro deste ano, verifica-se que durante o ano que passou, a taxa de desemprego da população adulta (de 25 a 74 anos) voltou a descer abaixo dos 10%, mantendo-se com apenas um dígito. Em outubro a taxa de desemprego foi de 8,4% e o valor de novembro do INE, embora provisório, registava uma descida para 8,2%.  

Quanto à população jovem (de 15 a 24 anos), dados do INE acessíveis ao público em geral mostram que a taxa desceu em julho, mas voltou a subir em agosto, para descer outra vez em novembro  de 2017  para 23,7%, valor inferior ao registado no mesmo mês de 2016(ver gráfico abaixo). 

O ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva, em visita a Coimbra, mostrou-se satisfeito com a diminuição da taxa do desemprego mas mencionou a preocupação com o desemprego jovem e com o desemprego de longa duração.

Vieira da Silva falou aos jornalistas à margem da cerimónia pública de entrega do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2018 que teve lugar em Coimbra, na última segunda-feira, na Igreja do Convento São Francisco.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O ministro do Trabalho realçou a diminuição do desemprego em geral mas mencionou “não esquecer as dificuldades” em especial do grupo de jovens que “nem estuda nem trabalha”.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Nos últimos dois anos a população ativa cresceu fruto do “crescimento da economia”, afirmou o ministro. 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O boletim de Janeiro do Eurostat sobre emprego indica que a média da taxa de desemprego jovem na União Europeia chega aos 16,2% (valor de novembro de 2017). Portugal mantém-se abaixo dos 39,5% da Grécia (dados de setembro) mas longe dos 5% da República Checa. 

Segundo a Agência Lusa, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) estima que a taxa de desemprego em geral continue a “descer em 2018 na Irlanda, Itália e Portugal, mas a um ritmo mais lento do que durante o período [de] 2015 a 2017”.

Isabel Simões

5
6
19
0
GMT
GMT
+0000
2018-02-23T06:19:47+00:00
Fri, 23 Feb 2018 06:19:47 +0000