11/10/17

Manuel Pires da Rocha: “Coimbra é uma cidade completamente contra-indicada para o turismo”

O Alvorada de hoje (11) contou com o comentário do antigo Diretor do Conservatório de Música de Coimbra e recém-reeleito deputado da Assembleia Municipal de Coimbra, Manuel Pires da Rocha.

É hoje notícia no Diário as beiras a existência de casos de violência sexual, para além do abuso de drogas e álcool, na Festa das Latas de 2017. Manuel Pires da Rocha realça o papel das escolas e Universidades na prevenção e alerta dos malefícios das drogas e álcool, mas admite ser impossível para as instituições pararem comportamentos muito enraizados na comunidade académica. O comentador culpa também a passividade das empresas cervejeiras, às quais apenas preocupa o lucro.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), o Centro de Portugal foi a região do país que, entre 2013 e 2016, registou o maior crescimento no número de dormidas turísticas. O Centro é também um dos menos afetados pela sazonalidade e onde os municípios mais apostam na reabilitação de edifícios destinados ao turismo, em vez de construir de raiz. Manuel Pires da Rocha considera que há falta de diálogo entre as entidades competentes para o turismo em Coimbra. Critica a organização da cidade, a falta de indicação e preservação do património, e o abandono da Baixa.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Celebra-se hoje o Dia Mundial de Combate à Obesidade. Segundo a Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade, mais de metade da população portuguesa (52,8%) maior de 18 anos tem excesso de peso ou é obesa. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a obesidade é mesmo uma epidemia global e um fator de risco para doenças cardiovasculares, diabetes e vários tipos de cancros. Ao mesmo tempo, o consumo de antidepressivos em Portugal tem aumentado de ano para ano. Manuel Pires da Rocha, que é também professor, revelou que fica chocado com a quantidade de alunos que tomam medicamentos para a hiperatividade.

O comentador considera que as famílias estão desreguladas, devido aos extensos horários laborais que deixam pouco espaço ao descanso e ao convívio familiar. Como consequência, a falta de tempo dos pais leva a maus hábitos alimentares dos filhos, o que provoca o excesso de peso e alterações comportamentais.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Manuel Pires da Rocha entende que o presidente da Comunidade da Catalunha não tem capacidade para declarar a independência, mas que a repressão policial ordenada por Madrid pode aumentar a falange de apoio à independência. O comentador concorda com a vontade da Catalunha de ser uma República e considera que o espírito republicano pode diminuir a força do Rei Filipe VI.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O Alvorada de hoje contou ainda com um comentário à corrida para a presidência do PSD e ao despovoamento e desemprego da Região Centro do país. O Alvorada de hoje contou também com a rubrica “Todas as plantas têm nome”, de Diana Craveiro, em parceria com o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra (UC). Andreia Jorge, do Centro de Ecologia Funcional da UC, respondeu à questão: O açafrão que compramos no supermercado é o verdadeiro açafrão?

O comentário à atualidade pode ser escutado, na íntegra, aqui.

Joana Gomes

7
19
44
0
GMT
GMT
+0000
2018-02-18T19:44:47+00:00
Sun, 18 Feb 2018 19:44:47 +0000