11/08/17

Desassoreamento do Mondego é desde hoje responsabilidade da Mota Engil

Decorreu esta manhã a cerimónia que promoveu o ato de consignação da empreitada de desassoreamento do Rio Mondego – Albufeira de Coimbra. A obra está prevista desde o dia 20 de março do presente ano, momento em que foi aprovada por unanimidade em reunião do executivo camarário.

A obra adjudicada à empresa Mota Engil – Engenharia e Construções S.A, vai ter um um custo superior a 4 milhões de euros e um prazo de execução previsto de 730 dias, como nos explica o presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O objetivo principal da empreitada é repor o leito do rio Mondego para níveis semelhantes aos registados na década de 80, para isso está prevista a retirada de um volume de 700.000 m3 de sedimentos, numa extensão de 3,5 km. Manuel Machado agradeceu a colaboração do Governo no processo, no que considera ser um exemplo do “relacionamento entre a administração central e o poder local”. O presidente da CMC salientou ainda a importância da obra que beneficia outras localidades para além de Coimbra.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Na cerimónia que decorreu na Ponte Pedonal e Ciclável, também ela a ser alvo de intervenção, marcaram presença o primeio-ministro, António Costa, e o ministro do Ambiente, João Matos Fernandes. O líder do Governo recordou os incêndios, os níveis de seca que o país enfrenta e as cheias que afetaram Coimbra nos meses de janeiro e fevereiro de 2016, para afirmar a “importância estratégica da prevenção dos riscos naturais”.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Outra presença na cerimónia foi a do presidente da comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra e presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, João Ataíde, que à margem do evento realçou, aos microfones da RUC, os benefícios da obra para as localidades que se encontram ao longo das margens do rio Mondego.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

António Costa aproveitou ainda para aplaudir a aprovação, no Parlamento, do pacote legislativo da reforma florestal e para apelar ao regresso das empresas que abandonaram o país quando despoletou a crise do setor na construção civil.

Ricardo Vaz

1
15
12
0
GMT
GMT
+0000
2017-10-23T15:12:59+00:00
Mon, 23 Oct 2017 15:12:59 +0000