19/05/17

AAC lança concurso para logótipo de comemoração dos 130 anos

A Associação de Estudantes mais antiga do país comemora 130 anos em novembro. Fundada em 1887, a Associação Académica de Coimbra organiza todos anos um vasto conjunto de atividades para celebrar o aniversário. Em entrevista à RUC, o presidente da Direção-Geral da AAC, Alexandre Amado, não revelou o programa completo das atividades, mas realça alguns objetivos das iniciativas.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Os estudantes estão a começar as celebrações do aniversário redondo com um concurso para um logótipo comemorativo dos 130 anos. O concurso é aberto ao público em geral e decorre até 30 de maio. É obrigatória a referência no logótipo ao símbolo da AAC e aos 130 anos. Vai ser atribuído ao primeiro classificado um prémio de 200 euros e um convite geral para a próxima Festa das Latas, conta Alexandre Amado.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Depois de 130 anos de vida, Alexandre Amado considera que a AAC foi sempre o motor cultural e desportivo da cidade e diz que a instituição tem uma história maior do que qualquer pessoa que por lá tenha passado. Recorda também o papel político que ajudou a mudar o rumo do pais na crise académica de 69 e na crise das propinas dos anos 90. Alexandre Amado considera que a AAC está de boa saúde mas que ainda há problemas profundos.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Questionado acerca do estado atual da AAC, o presidente da Direção-Geral realça que já houve momentos com mais envolvimento dos estudantes. Ainda assim, considera que em Coimbra se participa mais do que no resto do país. À chegada dos 130 anos, Alexandre Amado deixa a certeza de que as Assembleias Magnas estão a voltar a ter fôlego.

Joana Gomes

2
3
09
0
GMT
GMT
+0000
2017-05-23T03:09:42+00:00
Tue, 23 May 2017 03:09:42 +0000