1/07/14

RUC @ Lindau Meeting ’14 – Dia 1 + 2

unnamed (8)

A Lindau Meeting é uma iniciativa anual que reúne laureados com o Prémio Nobel e cientistas jovens da sua área, para uma semana de “passagem de testemunho” e inspiração das novas gerações a partir do contacto com os laureados. A Lindau Meeting existe desde 1951, e este ano a edição dedica-se à Medicina/Fisiologia, contando com 37 laureados com o Prémio Nobel e aproximadamente 600 jovens cientistas, os melhores, nomeados por parceiros de mais de 80 países.

A Meeting teve início a 29 de Junho e termina a 4 de Julho.

A RUC voou até à ilha alemã, como único órgão de imprensa português presente, e vai actualizá-lo durante toda a semana.

Durante estes dias os jovens cientistas podem assistir a palestras, pequenos almoços científicos,  discussões mais privadas e discussões abertas, sempre com os 37 laureados.

Para a Lindau Meeting,  a educação significa mais do que os livros, deve ter como parte a inspiração e a realização de experiências memoráveis e a sua partilha.

Pode encontrar mais informações em http://www.lindau-nobel.org/2014_Lindau_Meeting__Physiology_Medicine.AxCMS.

Dia 2:

Hoje pudemos ouvir as palestras de Bruce Beutler (Prémio Nobel da Medicina 2011), J. Michael Bishop (Prémio Nobel da Medicina 1989), Elizabeth Blackburn (Prémio Nobel da Medicina 2009), Sir Martin Evans (Prémio Nobel da Medicina 2007), Jules Hoffmann (Prémio Nobel da Medicina 2011), Barry Marshall (Prémio Nobel da Medicina 2005 ), Arieh Warshel( Prémio Nobel da Química 2013) e Randy Schekman (Prémio Nobel da Medicina 2013). Os abstracts das palestras podem ser encontrados em http://www.lindau-nobel.org/2014_Lindau_Meeting__Physiology_Medicine.AxCMS?ActiveID=2782.

No Science Breakfast o tema foi “Mulheres na Ciência”.

Randy Sheckman,  o primeiro orador do dia, decidiu deixar a mensagem de que o sistema de publicações não funciona, havendo a distorção do valor das descobertas que cada cientista faz. O laureado sublinhou a pressão para publicar e a religiosidade com que se tomam os factores de impacto das revistas, uma medida da sua importância, estando assim os investigadores preocupados com as publicações e distraídos da ciência. O cientista mostrou ainda uma carta da Academia de Ciência da China em que oferecia 33 mil dólares a quem publicasse nas três revistas de maior impacto : Nature, Science e Cell. Depois de referir o exemplo do artigo das STAP Cells, que foi este ano alvo de polémica pela falsificação de dados, e indignado com o sistema, o cientista falou à audiência da revista de Open Access que criou, chamada eLIFE, na qual as decisões de publicação são feitas estritamente por cientistas.

unnamed (2)

Randy Sheckman

Arieh Warshel, laureado em 2013 pelo desenvolvimento de modelos multiscala para sistemas químicos complexos,  mostrou que a ciência pode ser apresentada duma forma mais descontraída, como se vê pelos slides apresentados (fotos oficiais da Lindau Meeting).

unnamed (3) unnamed (4)

A RUC esteve à conversa com Elizabeth Blackburn, laureada em 2009 pela descoberta da telomerase, e ainda Françoise Barré-Sinoussi, laureada com o Prémio Nobel da Medicina de 2008, pela descoberta do vírus da imunodeficiência humana, o HIV.

Elizabeth Blackburn sublinhou que as mulheres podem ser mães e cientistas, e que não precisam de ter medo, devem pedir conselhos pois muitas mulheres encontraram múltiplas soluções e, a pouco e pouco, algumas instituições começam a adoptar algumas medidas. A investigadora referiu um estudo no qual mostra que as mulheres se candidatam em menor percentagem,  em relação aos homens, a cargos de chefia na ciência. Como bom exemplo, a cientista referiu a universidade de Princeton, que subsidia o cuidado dos filhos das investigadoras quando estas necessitam,  lembrando que se torna caótico quando há experiências a decorrer e de repente um filho adoece. A investigadora falou também dos recentes trabalhos sobre o encurtamento dos telómeros (sequências repetitivas nas pontas do DNA que o protegem de perda de informação), que está relacionado com várias patologias e o envelhecimento. Blackburn estudou cerca de 100 000 pessoas conjugando factores como stress, exercício físico,  entre outros, e sublinha nos seus resultados que são demasiados factores a contar para se poder fazer uma generalização de recomendação para um melhor envelhecimento. Sobre o acaso das descobertas, a cientista afirma que é preciso estar de olhos bem abertos sempre e que gosta de olhar para os dados antes de eles serem tratados estatisticamente, dizendo que neles vê a natureza global.

Elizabeth Blackburn

Elizabeth Blackburn

Françoise Barré-Sinoussi alertou-nos para o perigo de se iludir as pessoas que a cura da SIDA está para muito em breve, quando, por muito que tenham sido feitos muitos avanços, não é verdade. Esse perigo passa não só pela ilusão dos doentes como também pelas pessoas poderem começar a ter mais comportamentos de risco. Conhecida como cientista activista,  dá a cara pela luta pelo acesso aos cuidados de saúde e a uma maior colaboração científica com os países africanos e asiáticos. Para a investigadora, seria impossível não ter esta atitude perante “uma injustiça” que a deixa “muito chateada”.”Em 32,4 milhões de pessoas, só 10 milhoes têm acesso a tratamento. Eu não fico frustrada, fico muito zangada!” –  frisou quando questionada se sente frustração pelo acesso à saúde e aos avanços da ciência não ser igual em todo o Mundo. A cientista procura principalmente motivação nos cientistas jovens com quem trabalha, e aconselha os estudantes da área que tenham muita persistência,  sublinhando que não podem ficar deprimidos quando as coisas não correrem bem, e que se continuarem, algo vai acontecer. Apaixonada pelo trabalho, confidenciou-nos que não deixou de ir ao laboratório trabalhar na manhã do seu casamento.

Françoise Barre-Sinoussi

Françoise Barre-Sinoussi

A RUC continua a acompanhar o Lindau Meeting durante os próximos dias. Mantenha-se atento!

Reportagem por Mariana Alves.

Agradecimentos:

Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra

Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra

 

Núcleo de Estudantes de Bioquímica

Núcleo de Estudantes de Bioquímica

1
14
59
0
GMT
GMT
+0000
2017-10-23T14:59:29+00:00
Mon, 23 Oct 2017 14:59:29 +0000