6/10/13

Laetitia Sadier @ La Antigua Estación, Oviedo [ES] 05.10.2013

Laetitia

 

Terminou no passado sábado na cidade asturiana de Oviedo a tour de Laetitia Sadier. Antes passou pela invicta cidade do Porto, por Santiago de Compostela e ainda por Lugo, três concertos seguidos que antecederam este esperado concerto em terras da sidra. Na verdade, Laetitia não pára e tem agendados ainda mais dois concertos pelas terras de sua majestade, mas confessou em Oviedo que ia descansar após este concerto. A verdade é que têm tocado bastante nestes últimos tempos, tendo estado o mês de Setembro um pouco por todo o reino unido, antes visitou Bordéus, e ainda a cidade eterna, Roma. Mais do que uma tour do seu último disco “Silencio”, lançado em julho do ano passado com o selo Drag City, esta nova passagem pela nossa península tinha ainda a expectativa sobre novidades sobre o seu terceiro álbum a solo. Sabe-se que o seu próximo álbum irá ser muito baseado em teclados que o seu namorado tem coleccionado através do ebay, e ainda em slide guitar e guitarra havaiana.

O concerto foi organizado pela promotora La Radio de Cristal, num espaço chamado La Antigua Estación. Os membros desta promotora começaram nestas andanças em 2008, e levam já um historial de mais de 50 concertos organizados, entre os quais Suburban Kids with Biblical Names, Cats on Fire ou Bigott. Geriram também dois dos locais considerados de maior referência da cena alternativa da cidade de Oviedo. Pode-se dizer que participam de forma activa na “revitalização” desta que é considerada uma cidade de carácter maioritariamente conservadora.

O concerto de abertura, por aqui chamam-lhe “teloneros”, esteve a cargo dos Kolme, projecto da voz doce de Seven Tin Stars, María Mieres, que apresentaram a sua folk pop a uma sala ainda ampla de mais para os presentes. Chegou depois o momento esperado. Desta vez Laetitia Sadier apresentou-se em trio, com o percussionista Emmanuel Mario e o baixista Xavi Muñoz. O concerto não defraudou. Foi desafiante e cativante. Começaram por estabelecer regras, com The Rule of the Game, numa ambiência pueril que se perfilou por todo o concerto. Foram soando vários temas do disco Silencio, onde o trio soube transmitir energias krautianas, em Auscultation to the Nation já se sentia calor, e também atmosferas espaciais moon safarianas em There is a price to pay for freedom (And It Isn’t Security). Destaque para a constante participação vocal de Xavi e Emmanuel, em coros perfeitos com resultados bem harmoniosos. Momento ligeiramente desconfortável, habitual quando há pessoas que não respeitam quem está ali apenas para escutar o concerto, antecedeu o apoteoso tema Find Me the Pulse of the Universe. Apesar do tudo, e a algum custo mas graças aos fãs presentes, tivemos ainda direito a algumas canções extra, entre elas uma das tão esperadas novas, onde Laetitia contou um sonho seu a bordo de um submarino.

No fim, consegui conversar um pouco com Sadier, e não hesitou em confessar o seu especial carinho pela cidade de Coimbra. Volta rápido Laetitia!

Crónica por Pedro Miguel Veloso.

6
8
11
0
GMT
GMT
+0000
2017-11-18T08:11:41+00:00
Sat, 18 Nov 2017 08:11:41 +0000